Noite dos Espanhóis na Vinho&Ponto

Post Image

Na noite desta quinta-feira a Vinho&Ponto Campinas proporcionou uma noite de degustação de vinhos tintos espanhóis a clientes e amigos da marca. A Vinho&Ponto também trará muitas novidades e parcerias neste novo ano que começa, aguardem!

A relação da Espanha com o vinho é antiga. Vem desde a época em que os romanos dominaram a Península Ibérica. Mas bem antes disso já havia videiras na região. De fato, há registros de que elas são lá cultivadas desde aproximadamente os anos 4.000 ou 3.000 a.C.

Durante os séculos e especialmente o período da Idade Média, a cultura do vinho sobreviveu à passagem dos bárbaros e também dos árabes, por causa de uma pequena produção para atender aos cristãos. Desde a década de 1990, porém, a indústria vitivinícola espanhola tem passado por profundas transformações – maiores do que todas as ocorridas nos séculos anteriores – e considerável processo de modernização, que não se limitou apenas ao campo, mas também incluiu toda a regulamentação do setor e hoje o país é berço de alguns dos mais prestigiosos vinhos do mundo.

Os Vinhos Espanhóis estão entre os mais conhecidos no mundo e têm características específicas em relação a outros vinhos. A Espanha é o único país no mundo que só vende seus vinhos quando eles estão prontos para serem bebidos, ou seja, os envelhece em adega o tempo necessário para atingirem o ponto ideal de consumo. Alguns vinhos possuem a capacidade de melhorar suas características com o passar do tempo, dependendo da vontade de seu enófilo. Do outro lado, existem vinhos para serem consumidos em um período menor e, caso passem de um determinado período, podem vir a estragar.

Pensando nessa questão, a Espanha categorizou os vinhos de maior tempo de maturação e os de menor tempo.

A primeira forma de armazenamento é chamada de maturação oxidativa e permite a micro oxigenação por barricas de carvalho. A segunda, armazenada em garrafas, é chamada de redutiva e permite a evolução dos aromas.

Essa classificação é fiscalizada e punível, caso não atenda aos critérios propostos.

Os vinhos jovens também são conhecidos como “Vino Del Año” ou “vinho do ano”, em português. Estes rótulos possuem pouco tempo de maturação e são produzidos e comercializados, normalmente, no mesmo ano da colheita da safra.

Vinhos Crianza. Não faça confusão: o termo “crianza” não está relacionado à jovialidade do vinho e não há nenhuma relação com a palavra criança. Ao contrário, a palavra designa à “criação” e está relacionada com o tempo de maturação desse vinho e sua disciplina nos processos de produção.

Segundo as leis da Espanha, para que um vinho tinto seja classificado como crianza é necessário que ele passe por pelo menos dois anos de envelhecimento, dos quais seis meses deverão ser em barris de carvalho (com exceção da Rioja, que exige um ano), e o restante do tempo em garrafas.

Para os vinhos brancos e rosés, é preciso seis meses de amadurecimento em barril de carvalho e mais um ano em garrafa. Geralmente os vinhos com a classificação crianza chegam ao mercado apenas no terceiro ano após o início de sua fabricação.

Os vinhos tintos denominados como “reserva” precisam envelhecer por, no mínimo, três anos, sendo o primeiro deles em barris de carvalho e o restante em garrafas. Os brancos precisam passar por um período de guarda de um ano e meio, sendo seis meses em barris de carvalho.

Para que um vinho dessa região possa ser considerado “Gran Reserva” – a classificação mais rígida de todas -, sua elaboração precisa ter somente safras de excepcional qualidade, ou seja, aquelas que deixam as uvas com melhor qualidade e selecionadas para produzir os vinhos.

Os Gran Reserva tintos são submetidos a um envelhecimento de cinco anos, dos quais 18 meses são em barris de carvalho e o restante na própria garrafa que será comercializada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

VINHO&PONTO Campinas.

Rua dos Alecrins 111 – Cambuí

Highlights info row image  (19) 3397-6914

 

 

Escrito por

Jornalista formada pela PUC Campinas, apaixonada por Cultura, Comportamento, Enologia, Gastronomia, Beleza e Moda.