Pesquisa exibe 23 mil Fungos e Bactérias em Celulares

Post Image

Entre as 74 amostras foram constatadas as presenças de bolores e coliformes fecais nos telefones

 

Micose, conjuntivite, intoxicações alimentares ou até infecções respiratórias, e urinárias, são algumas doenças que um celular pode causar à sua saúde.

Ao menos, é o diagnóstico apontado por uma pesquisa divulgada, recentemente, pela Devry Metrocamp, em Campinas (SP), que identificou a presença de até 23 mil fungos e bactérias em aparelhos como celulares, tablets e capas de proteção, além de teclados e mouses.

O estudo que faz um alerta para a necessidade de limpeza dos produtos, e indica os grupos mais vulneráveis, destaca  que, entre as 74 amostras, a bactéria Staphylococcus aureus predominou em 43 % dos objetos avaliados.

Segundo especialistas, o contato com o microorganismo está associado a infecções de pele, como furúnculo, abcessos e infecções das vias aéreas superiores, entre elas, otites e sinusites. Eventualmente, o contato com as bactérias podem causar até meningite.

Apesar do impactante resultado apontado pela pesquisa, os especialistas destacam meios de prevenção que ajudam a evitar as doenças, como: uso de álcool em gel, limpar os acessórios com álcool isopropílico, além de mantê-los em local seco e arejado.

Escrito por

Jornalista formada pela PUC Campinas, apaixonada por Cultura, Comportamento, Enologia, Gastronomia, Beleza e Moda.