Vinhos de Verão 2018

Post Image

Para os verdadeiros apreciadores da bebida, não há tempo ruim: existem diversos rótulos e tipos de vinho de verão que são ótimas pedidas para os dias mais quentes.

O que muitos não sabem é que, para que a bebida seja ideal também nessa época, é preciso saber escolher os exemplares ideais, que podem ser desde os mais leves e com notas mais suaves até os tintos e fortificados. Quando essa combinação é atingida, aí sim o mito de que vinho é parceiro somente do frio vai por água abaixo!

Pronto para saber com o que os vinhos de verão combinam e como servi-los? Continue a leitura e confira as melhores pedidas para acompanhar as temperaturas mais elevadas!

Se os vinhos tintos dominam as épocas mais frias do ano, o verão é tempo de espumantes, brancos e rosés mais ácidos, leves e refrescantes. Castas como Sauvignon Blanc, Chardonnay e Riesling são bastante indicadas pois dão origem a vinhos com menor teor alcoólico, mais secos, jovens e menos complexos, casando muito bem com pratos típicos de verão.

Essas variedades são bem servidas entre 8 e 10 graus celsius, uma vez que temperaturas inferiores podem anestesiar a boca e diminuir a capacidade de apreciação da bebida. Com isso, os exemplares mantêm melhor o aspecto frutado obtido graças ao breve envelhecimento.

Nos casos de espumante, a leveza é ainda mais acentuada devido à gaseificação, seja ela estimulada pela adição de gás carbônico, seja ela natural.

Os vinhos brancos e os espumantes podem formar a harmonização perfeita com uma das comidas mais consumidas em todas as refeições: as saladas. Seja como aperitivo, entrada ou como principal, pedir um exemplar branco para acompanhar esse prato é uma ótima escolha.

Já os vinhos rosés, muito populares em países como França e Portugal, têm sua elaboração provinda a partir da uva tinta. A cor rosada é fruto de uma passagem de apenas poucas horas das cascas da uva em contato com o mosto. Exemplares muito conhecidos são produzidos na região de Provence, na França e também no sul do Brasil, como os rótulos elaborados a partir da uva Malbec na Serra Gaúcha e em Santa Catarina.

Os fãs do bom e velho vinho tinto não precisam excluí-los da lista de consumo durante os períodos mais quentes. É verdade que os vinhos brancos são os preferidos no verão, mas existem sim os tintos apropriados para a época.

A indicação mais básica para acertar em cheio é dar preferência aos exemplares mais jovens (prontos para o consumo de dois a quatro anos), mais frutados e, de preferência, os com menos contato com madeira.

Escrito por

Jornalista formada pela PUC Campinas, apaixonada por Cultura, Comportamento, Enologia, Gastronomia, Beleza e Moda.